Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
Iniciar sessão

INSS e CIS organizam palestra sobre Segurança Social

19-10-2015

​No âmbito da ampla campanha de divulgação e consciencialização sobre a importância da Segurança Social e seus benefícios para o cidadão, o Instituto Nacional de Segurança Social (INSS) e o Instituto Superior de Ciências Sociais e Relações Internacionais (CIS) organizaram, no dia 14 de Outubro do presente ano, uma palestra destinada a sensibilizar funcionários e estudantes daquele estabelecimento académico.

Tendo sido programada com a participação do Centro de Documentação e Informação (CDI) do INSS, o encontro serviu para abordar temas sobre a necessidade de inscrição das empresas e dos respectivos funcionários no Sistema de Segurança Social, assim como os procedimentos a seguir para esse efeito.

Explicações acerca do funcionamento do sistema angolano de Protecção Social Obrigatória (PSO), gerido pelo INSS, assim como dos benefícios atribuídos por lei aos segurados, pensionistas e seus dependentes foram igualmente fornecidas. Para esse fim, foram aflorados em detalhe tópicos como a protecção familiar, a protecção na velhice e a protecção na morte.

A Segurança social, representada na referida palestra pelo Dr. Samuel Mulaza, membro da Comissão Executiva do Plano de Sustentabilidade e Gestão da Segurança Social (PSGSS) e pela Dra. Carla Pacavira Carlos, Coordenadora da Folha de Remunerações do INSS, esclareceu que, no âmbito da protecção familiar, o INSS atribui os subsídios de pré-maternidade, maternidade e aleitamento, assim como o abono de família.

Os palestrantes fizeram igualmente referência às modalidades de contribuição das empresas e dos trabalhadores, bem como ao conjunto de soluções tecnológicas que o INSS está a implementar, a fim de tornar o processo de pagamento das contribuições mais simplificado e célere.

Durante a palestra foram referidas ainda as penalizações a que podem estar sujeitas as empresas, como entidades responsáveis pelo pagamento das contribuições, em caso de falhas no cumprimento das suas obrigações.